Sobre a Marca


A Designer

A primeira coleção da Despi foi lançada em setembro de 2007, em Lyon, França, no prestigiado salão “Mode City”.

Desde o início, a ideia era criar uma moda balneário 100% nacional, que esbanjasse sensualidade e feminilidade, mas com algum tempero internacional que aproximasse a mulher de qualquer lugar do mundo à brasilidade.

Despina Filios, a designer, possui fortes raízes europeias, seus 4 avós provem de 4 países diferentes no continente. Nascida na Argentina migrou para o Brasil onde estudou economia e design de moda no Rio de Janeiro. Herdou do pai, comerciante grego, seu espírito empreendedor e apaixonada pelo lifestyle carioca resolveu mostrar ao mundo peças que encapsulassem a energia e a celebração à vida dos intermináveis verões da cidade maravilhosa. 


Marisa Miller

A genuinidade da proposta foi rapidamente compreendida pelo mercado. A diversidade cultural, unida à experiência sensorial que expôs sua primeira coleção, emplacou em 2007, a capa do catálogo da Victoria’s Secret com Marisa Muller. Dentro, já na primeira página, apareceria também, o biquíni “Ilhabela”, no corpo de Alessandra Ambrosio que terminaria vendendo mais de 70 mil unidades, um record, que nenhuma outra marca alcançara, até aquele momento!

Alem disso a griffe estreitou relações com dezenas de entusiasmados distribuidores e colaboradores estrangeiros os quais vem entregando para centenas de milhares de consumidores em mais de 30 países, a experiência única, que é vestir uma peca DESPI.

Nas palavras da Designer: Quando me perguntam como tudo começou, em vez de pensar, nas milhões de circunstâncias que propiciaram meu oficio de estilista e a carreira de empresária, minha lembrança afetiva me leva sempre aos primeiros contatos com as cores e com o ideal de beleza feminino na infância.

Alessandra Ambrosio

Eu me lembro do meu primeiro dia de aula, sem vontade de sair ao recreio e sem muito interesse em brincar de boneca pensando somente usar minhas canetinhas e lápis de cor para desenha-las, acho que já aos 6 anos eu queria a boneca dos meus sonhos, que não tinha na loja para vender, então eu queria produzi-la…

Imagino que essa é a história clássica de muitas estilistas, mas meus desenhos são minha confissão, e até hoje não desenho uma vírgula, que não seja eu mesma…